InícioCubatãoCubatão: 3 mortos e 15 presos durante tentativa de roubo a...

Cubatão: 3 mortos e 15 presos durante tentativa de roubo a carga avaliada em R$ 7,2 milhões.

Em uma ação conjunta das polícias Militar e Civil, uma operação policial contra o roubo de carga ocorreu nesta terça-feira em Cubatão, na Baixada Santista. A ação resultou na morte de três suspeitos, na prisão de 15 adultos e na apreensão de dois menores de idade.

 

A carga alvo do roubo consistia em cigarros, estimados em R$ 7,2 milhões, sendo descarregada por suspeitos no km 47 da Via Anchieta. Durante a abordagem, a quadrilha dispersou-se e adentrou as matas da região, sendo perseguida pelas equipes policiais.

 

O confronto entre os suspeitos e os policiais resultou na morte de três indivíduos. A carga foi recuperada, e o motorista do caminhão, feito refém pela quadrilha, foi libertado a cerca de 130 km do local da abordagem.

 

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que a operação teve início pela manhã, após denúncia do roubo do caminhão. Equipes especializadas da PM e da Polícia Civil foram mobilizadas, cercando os suspeitos no momento da transferência da carga roubada para outra carreta-baú.

O cerco resultou na prisão de oito suspeitos, com um ferido por disparo na perna, enquanto os demais fugiram. Na perseguição, houve novo confronto, culminando nas mortes de três suspeitos. A operação continuou até a noite, com mais nove envolvidos presos.

Além dos indivíduos detidos, foram apreendidos dois carros, duas vans e a carreta utilizada na ação criminosa. A recuperação do patrimônio, avaliado em R$ 7 milhões, foi destacada pelo secretário da SSP-SP, ressaltando o salvamento da vida do motorista feito refém.

 

 

Os adultos presos, com idades entre 18 e 38 anos, enfrentarão acusações de roubo de carga, corrupção de menores e associação criminosa. Já os menores, de 15 e 16 anos, responderão pelos mesmos atos infracionais, ficando à disposição da Justiça.

 

A 3ª Delegacia de Homicídios do Departamento de Investigações Criminais (Deic) de Santos ficará responsável pela investigação do caso, incluindo as mortes decorrentes da intervenção policial. As armas dos envolvidos, tanto as apreendidas com os suspeitos quanto as dos policiais, passarão por perícia.

 

Os nomes dos envolvidos já identificados não foram divulgados, impossibilitando o contato da reportagem com suas defesas. A situação evidencia a complexidade e o risco envolvidos nas operações de combate ao crime organizado.

Facebook Comments

Artigos relacionados

Mais lidos