InícioIndústriaUnipar celebra Dia Internacional da Mulher com histórias inspiradoras da entidade Mempodera.

Unipar celebra Dia Internacional da Mulher com histórias inspiradoras da entidade Mempodera.

A Unipar – líder na produção de cloro e soda e segunda maior produtora de PVC na América do Sul – comemora o Dia Internacional da Mulher destacando histórias inspiradoras que fazem parte da Mempodera, organização que atua em Cubatão (SP) e em São Luís (MA) e oferece aulas de wrestling e inglês para meninas e meninos, buscando promover a igualdade de gênero por meio do esporte e da educação. Grande parte das jovens atendidas pela iniciativa vive em situação de vulnerabilidade social e quebram paradigmas ao alcançar seus objetivos, inspirando outras a realizarem seus sonhos.

A Mempodera faz parte do conjunto de projetos patrocinados pela Unipar com o uso de recursos próprios, incentivados e produtos doados que, somente no ano passado, receberam aporte de cerca de R$ 17 milhões. A meta da companhia era alcançar 2 milhões de pessoas com projetos sociais focados no desenvolvimento humano e acesso ao saneamento básico no período acumulado entre 2022 e 2025, mas a empresa se engajou de tal forma que no final de 2023 já atingiu a marca de 4 milhões de pessoas impactadas por meio das iniciativas apoiadas nas áreas de educação, esportes, cultura, saneamento e ações sociais.

Além da Mempodera, a Unipar apoia outras iniciativas voltadas para mulheres, como a Empoderando Mulheres, da Soroptimist, que promove a conscientização sobre direitos, empreendedorismo, sustentabilidade e economia solidária para meninas e mulheres, em Cubatão (SP), e o projeto Educação Financeira e Empreendedorismo Feminino na Terceira Idade, em Belo Horizonte (MG). Realizado pelo Instituto de Defesa Coletiva, o programa tem o objetivo de contribuir para uma vida ativa e feliz na terceira idade, com autonomia financeira, saúde, autoestima, propósito e convivência social.

“Temos orgulho por contribuir com o desenvolvimento das alunas atendidas pela Mempodera. A iniciativa promove a igualdade de gênero por meio do esporte com o aprendizado da modalidade de wrestling, mas, principalmente pela interação social e o conhecimento proporcionado pelas aulas de inglês e pelos debates sobre empoderamento feminino”, ressalta Suzana Santos, head de Comunicação e Sustentabilidade da Unipar.

Para Aline Silva, atleta olímpica de wrestling e fundadora da Mempodera, a ideia da entidade é ajudar outras meninas a mudarem suas vidas, assim como o esporte fez com a lutadora anos antes. “Vendo na minha história o quanto o inglês fez diferença, fazia sentido para a gente oferecer, além do esporte, o idioma, sabendo que se elas aprenderem, terão muitas oportunidades”, pontua. A atleta já viajou o mundo com o esporte, competiu em duas Olimpíadas e ganhou medalhas com o wrestling. “O sentimento que tenho hoje é de dever cumprido e retribuição, pois acredito que é nosso papel fazer a diferença na sociedade. Quero construir um mundo melhor para mim e para o meu filho”, afirma.

A fim de impactar positivamente a realidade das jovens, a equipe da Mempodera trabalha arduamente, buscando levar informação, educação, esporte e dignidade para essas meninas e suas famílias. A entidade também realiza ações de empoderamento para as mais de 250 participantes, como palestras contra o assédio e a distribuição de absorventes reutilizáveis, apoiando o debate contra a pobreza menstrual.

Muitas histórias surgem em meio às atividades e conversas informais com as participantes, como a da Mikaelly Lima, de 20 anos, moradora de Cubatão e que, após cinco anos como assistida, é a primeira ex-aluna contratada da organização, e hoje atua como monitora. “A Mempodera me ajudou a acreditar mais em mim e a nunca desistir antes de tentar. Eu tinha tudo para desistir, mas continuei como aluna e, depois de algum tempo, quando completei os meus 18 anos, fui contratada para ser monitora. É muito gratificante ver que há meninas que se inspiram em mim. Até alguns anos atrás eu era apenas uma aluna e hoje, como monitora, consigo ensinar tudo o que aprendi para outras garotas. A sensação é de uma alegria imensa”, conclui.

“No Dia da Mulher, queremos lembrar da importância de continuar promovendo mudanças reais e incentivando outras empresas a fazerem o mesmo. O nosso trabalho é colaborar com o empoderamento feminino e fomentar a ampliação da presença de mulheres em diferentes áreas”, finaliza Suzana Santos.

Para colaborar com a Mempodera, os interessados podem se voluntariar oferecendo serviços, como workshops e seminários que estejam em conformidade com a metodologia do projeto; serviços diversos, incluindo médicos e odontológicos; equipamentos tecnológicos; ajuda na organização e montagem dos eventos; participação nas atividades; ferramentas gerenciais que facilitem a administração da entidade; além de doações.

Facebook Comments

Artigos relacionados

Mais lidos